Revista Algomais Agosto 2019 (Edição 161)

Revista Algomais Agosto 2019 (Edição 161)

Preço normal
R$ 16,00
Preço promocional
R$ 16,00

Será que o manguebeat morreu junto com aquele acidente que retirou precocemente e para sempre Chico Science da sua manguetown? Bem, não disponho de conhecimentos para avaliar se a produção musical atual guarda semelhanças com os sons criados pelos “caranguejos com cérebros” dos anos 90.  O que se percebe é que após a explosão de Fred Zero Quatro e companhia, mais bandas e artistas passaram a acreditar ser possível trabalhar com a criação de música em Pernambuco.

Mas a matéria de capa desta edição mostra que a herança mangue vai além dos beats. O resgate de macaratus, rabecas e emboladas e sua fusão com hip hop e hard core, as letras ácidas sobre as contradições vividas pelos habitantes do Recife e vizinhanças e a alegoria o manguezal como berço da fertilidade, diversidade e riqueza irradiaram em várias direções.

Despertou a autoestima dos pernambucanos por sua terra e pela defesa e valorização do mangue, antes visto apenas como algo sujo e fétido. Para o cinema serviu não só de trilha sonora, mas influenciou na temática urbana abordadas por cineastas como Kleber Mendonça Filho e Cláudio Assis.

E o urbano também é tema da matéria que traz o ex-prefeito de Medellín Alonso Salazar mostrando os resultados do chamado urbanismo social na cidade colombiana. E, em Gravatá a novidade é o parque Karawa Tã. Confira na seção Mais Prazer.

Também não deixe de ler a entrevista com a geriatra Carla Núbia Borges sobre as perspectivas da população idosa, as inovações das startups no rastro do e-commerce e como a cultura pop japonesa anda fazendo a cabeça dos jovens recifense.